Saúde Mental e o Home Office – CBA Ityhy

Realize a Transformação Digital da Saúde em seu município através de uma implantação completa do eSUS PEC,

Galeria

Contatos

Rodovia BR-230, 11034, Sala M11B, CEP 58108-012, Renascer, Cabedelo - PB

contato@cbaityhy.com.br

83 3015 5088

saúde saúde mental

Saúde Mental e o Home Office

A preservação da saúde mental do trabalhador deve fazer parte do âmbito da segurança e da saúde do trabalho

As mudanças tecnológicas vêm alterando os modelos de trabalho e de emprego da sociedade e essas transições estão cada vez mais influenciando a saúde do trabalho, a exemplo, as doenças mentais relacionadas ao trabalho, como a depressão, transtorno do pânico, a neurose profissional, a ansiedade, o estresse, a síndrome de Burnout e, até mesmo, como consequência, o suicídio.

Pesquisas apontam que, com o cenário mundial conturbado e repleto de incertezas causadas pela pandemia, é complexo atribuir essa responsabilidade apenas ao “home office”. Para isso, apontam que o trabalho remoto de caráter provisional, sem que o profissional se prepare para separar a vida profissional da doméstica, pode contribuir para o declínio da saúde mental. Vale ressaltar que, nessas pesquisas, a dupla jornada de trabalho é um fenômeno que afeta, em sua maioria, as mulheres.

Além disso, é certo que a pandemia da Covid-19 trouxe situações singulares, sendo uma delas, o isolamento social, o que tornou o fato de trabalhar em casa a realidade de muitos e manter a saúde mental no “home office” uma tarefa difícil. O fato de estarmos em quarentena, isolados em nossa casa, e a quebra da rotina nos afetam de diversas formas, nos sugestionam a ficar ainda mais isolados e sem interação social e, isso, ao longo do tempo, pode ser devastador para nossa mente.

Nesse contexto, as empresas devem estar alinhadas com as novas demandas e montar estratégias voltadas para o cuidado com o trabalhador. A preservação da saúde mental do trabalhador deve fazer parte do âmbito da segurança e da saúde do trabalho e, para isso, as empresas devem promover ambientes de trabalho seguros. A saúde mental depende de vários fatores no ambiente de trabalho, como, organização do trabalho, falta de comunicação, aumento do ritmo de trabalho, as crescentes exigências e autoritarismo, que também podem causar danos mentais.

Quando se trabalha em casa, é importante ficar atento à própria saúde, porque, mesmo cada vez mais conectados tecnologicamente e, por meio das redes sociais, o isolamento ainda nos afeta, e isso tem sido inevitável por ser em meio a uma pandemia. Os trabalhadores que desejam melhorar sua saúde mental no “home office” devem utilizar serviços de saúde mental e assim garantir apoio adicional durante esse período. Nesse sentido, é significativo adotar atividades físicas, além das mentais, como psicoterapia e meditações. Em casos mais críticos de sofrimento mental, é necessária a ajuda de especialistas, como médico, psiquiatra e terapeuta, para lidar com a situação.

É fundamental ficar atento aos sinais seguintes: tristeza excessiva, falta de esperança, perda de interesse em atividades que antes traziam prazer e modificações de apetite e hábitos de sono. Por fim, manter contato com o empregador, conversar sobre as necessidades emocionais e a prática do autocuidado são ações fundamentais.

Comment (1)

  1. Leandro Oliveira
    9 de dezembro de 2021

    Texto sensacional e essencial dentro dessa nova realidade

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.